1 Coríntios 9.24.

“Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só leva o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis.”

Paulo usa o exemplo de uma corrida para ilustrar a disciplina de um atleta em busca de seu prêmio. Essa analogia era de fácil compreensão a eles, pois, além de haver a tradicional competição dos Jogos Olímpicos na Grécia, havia os Jogos Ístmicos em Corinto. Nesses eventos, eram disputadas provas como corridas, salto e luta, sendo que em cada modalidade havia apenas um vencedor. Em outras palavras, várias pessoas se sujeitavam a um rigoroso estilo de vida para que no final apenas um subisse ao pódio.

Nessa passagem vemos que em particular atletas muitas vezes se abstém de várias coisas para que estejam preparados para uma competição, em prol de ganhar o título de campeão… título esse que pode durar um ano, pois no ano seguinte irá ter outro combate e pode perder esse título de campeão…. ou seja… esses prêmios são corruptíveis….eles se esvaem com o tempo, ficam aqui pela Terra e nossa missão como Cristãos é buscar nossa Salvação, através da obediência á Palavra de Deus, nos abstendo dos pecados que a vida nos apresenta…. e honrando a Deus… pois assim conseguiremos a vida eterna.

A casa é sua! <3

Nossa, meo! Ontem foi um dia muito incrível lá no Templo de Salomão.

Foi dia de Congresso para o Sucesso. Todas as Segundas-feiras são dias de Prosperidade lá na Igreja… é quando a gente vai procurar Deus pra pedir pela nossa vida financeira. E a gente começa a reunião com orações e tem louvores e palestra e tudo mais.

Foi muito legal!

A gente tava pedindo pra Deus desamarrar nossa vida, trazer bênçãos sem limites pra gente e agradecer por tudo que Deus já fez e fará nas nossas vidas. Porque afinal, Deus é grande! E ele faz o impossível se tornar realidade, ele é mestre em tornar o pouco em muito assim como na passagem bíblica ele multiplicou os peixes e os pães em doze cestos cheios que deu para alimentar mais de 5 mil homens e também mulheres e crianças que estavam na multidão no meio do deserto.

E foi dito na palestra que devemos seguir alguns passos para conquistarmos uma melhor atitude em relação a nossa vida financeira mas o que mais me chamou atenção e que eu lembro até agora foi aquela que dizia que não há tempo nem coisa que tenhamos em mãos para que conquistemos nosso sucesso.

E que devemos ser organizados e tal…. e no geral tudo me lembrou que precisamos fazer uma aliança com Deus pra que isso tudo dê certo.

O que seria fazer uma aliança com Deus? Seria colocar Deus em primeiro lugar em nossas vidas, oferecendo tudo que fazemos em nossas vidas á honra e glória do Senhor… e não para nossa própria honra e glória…. que o que fazemos deve agradar em primeiro lugar á Deus.

Porque por exemplo, quando a gente faz coisas que agradam á Deus ele nos honra. Porque muito provavelmente nós estamos fazendo a obra de Deus aqui na Terra. Estamos levando a Palavra de Deus á outras pessoas que também necessitam dessa Palavra… por exemplo, quando a gente faz nossa oferta, a gente está agradando á Deus, estamos ofertando a ele assim como os profetas o faziam e essa oferta vai atingir um presidiário, um morador de rua… uma pessoa necessitada… através de programas sociais que a nossa igreja proporciona…

E eu estou muuuuuito animada para receber semana que vem a NOVA Bíblia do Pacto de 2020 do Congresso do Sucesso!!! 😀 eeeee!!! Ela é linda e parece com a Bíblia edição comemorativa dos 40 anos da Igreja Universal! ❤

A gente vai receber ela de graça!!!! São 50.000 exemplares e eu vou estar na reunião das 7h da manhã pra garantir a minha. hahahhahahah #exagerada

Assim… a outra Bíblia de 2019 a gente vai devolver com uma oferta por tudo que Deus abençoou a gente em 2019 e elas serão doadas para outras pessoas.

Acho que a partir de agora eu vou levar um caderninho e uma caneta pro Templo pra anotar as coisas que são ditas na palestra.. porque são muito boas!!! 😀

Eu entendi tudinho mas passa uns dias eu esqueço…. hahahaahaah Mas uma coisa é certa: eu sempre volto de lá MUITO EMPOLGADA!!!!

Faltam 2 semanas….!!!

Olá gente!

Eu to super ansiosa pra minha primeira viagem pra fora do Brasil. O destino escolhido foi Portugal, pois desde que voltei a falar com meu amigo Nando ele me convidou para passar uns dias na casa dele lá em Lisboa.

Eu ia fazer um mega hair no cabelo, ficar loira de cabelo compridão… mas aí eu pensei “ah, quer saber? vou viajar.” O mega hair custava 6k e como ainda estávamos em dezembro eu pude escolher uma passagem pra Portugal pra fevereiro em preço promocional.

Peguei um trecho já fechado, ou seja, tava lá escrito: do dia 4 ao dia 11 de fevereiro e na hora eu nem pensei que dava poucos dias… porque eu viajo dia 4 mas só chego dia 5 lá, e dia 11 já estou voltando…

Pra poder mudar a passagem de volta eu teria que pagar uma multa pra agência e daria algo em torno de 1600 reais e não parcela no cartão, ou seja, quase o preço da passagem cheia. Tá vai… metade porque eu coloquei seguro de tudo.

O Nando tinha me dito que o ideal era passar pelo menos uns 15 dias… mas não vai rolar… dessa vez só vou poder ir mesmo do dia 4 ao dia 11 mesmo. Vai ser uma viagem curtinha.

E também tem que pensar que quanto mais dias passando em Lisboa mais grana eu iria gastar né… então tem que dar uma segurada. Melhor dessa primeira vez ser só os 6 dias mesmo “úteis”. Ah vai… dá quase uma semana. Tô satisfeita.

Desde que eu consiga ver o máximo de pontos turísticos e tirar um milhão de fotos eu já estou satisfeita…

Nisso, eu me empolguei e o Nando tinha me oferecido pra ficar na casa dele… mas eu queria muito alugar um apê no AirBnB pra ficar porque eu queria tirar umas fotos de lingerie além das fotos que eu vou tirar nos pontos turísticos e tudo mais…

Sabe como é que é né, instagrams feed… hahahaha

Tô brincando… a minha maior preocupação era não perturbar o Nando porque ele trabalha e eu não queria ficar dependendo dele pra fazer minhas coisas no sentido de que enquanto ele tá lá trabalhando eu estaria na casa dele, na intimidade dele, e eu iria querer usar meu secador, minha maquiagem, as vezes ia querer sair, sei lá…. queria ficar um pouco mais livre nesse sentido, sabe? Não alugar ninguém. Ter meu cantinho.

Aí se liga no apê incrível que eu aluguei…

 

Lindo, né? Já to me imaginando com as lingeries toda toda nos flashes… hauahauhauah

Mas eu juro que tô me cagando pra enfrentar 22h de vôo nessa porra de viagem! Porque eu morro de medo de avião… por isso que eu nunca viajo.

Pior que nem poder fumar um cigarrinho eu vou poder fumar… malditas leis, leis e mais leis. huahauauhauahuha Já fico nervosa só de pensar.

Mas enfim, aí bateu a neurose das roupas. Que roupas eu vou usar lá em Portugal?

Porque é inverno…. e eu tô meio zerada de casaco… eu tinha comprado uns casacões de inverno incríveis aqui no Brasil no inverno passado e eu tinha até postado foto no instagram dizendo que eram meus casacos de ir pra Europa… – e teve gente duvidando de mim! dizendo “ah não exagera!” – mas era real! Eu realmente tinha comprado aqueles casacos pensando em usar quando fosse viajar pro inverno europeu … parece que eu tava adivinhando! Só que de lá pra cá eu mandei lavar na lavanderia os meus casacos e a porra da lavanderia estragou meus casacos… sabe aqueles de pêlo? então… fuderam meus casacos todos… tanto é que eu tenho um cinza todo de pelinho que eu nunca lavei por medo de estragarem. Eu tinha um verde com rosa maravilhoooooso… estragaram… o azulão… estragaram.

Mas aí eu peguei e assisti esse vídeo:

 

E fiz bem isso… tem pouquíssima roupa na minha mala, peguei tipo 3 calças skinny, uma preta, uma jeans e uma branca e umas camisetinhas… peguei 2 blusinhas de manga comprida e o resto vou mostrar pra vocês:

thumbnail_90c2a101-0025-431d-808b-e8c3ca10cb3d

Basicamente, por baixo eu estarei com uma camisetinha básica de algodão sendo que eu tenho 4 opções: uma branca, uma preta, uma verde e uma verde limão. Todas elas eu encontrei na promoção – AAAI eu a-do-ro uma promoção! – na Zara por 49 reais cada.

A calça como falei eu tenho 3 opções: uma preta, uma jeans e uma branca. A branca eu já tinha… é uma que eu uso sempre… tem uns rasgadinhos no joelho… a preta e a jeans eu também comprei na PROMOÇÃO da Zara. hahahahha Só a maldita jeans – que ta na foto que não estava na promoção, mas como eu gostei muito dela eu acabei comprando… GRRRR…. Odeio quando as peças não estão em promoção sendo que a loja inteira tá na promoção. ¬¬

thumbnail_74de4141-0fd7-4bc3-a1ca-63489f297c9e

Aí fiz esse lance das camadas… que a menina no vídeo diz que se a gente for ficar na rua batendo perna é uma boa se vestir assim mesmo… porque senão a gente congela. Então comecei com o suéter rosinha… e tem outro suéter marsala que tá na mala pra usar como outra opção.

thumbnail_5b26c6f8-e74a-4638-af2c-3582548e0a6a

Mas os suéteres nem vão aparecer porque meu casaco mais quentinho é esse do Direito… esse moletonzinho da vida! hahahahahhaha e eu vou com ele pra zoropa. hahahahahha

e por cima dele… tcharãm….

thumbnail_ce937ee4-6a85-4016-bd82-7cb4115b1a23

O casacão azul que duvidaram de mim!!! e que tá meio estragado. hauhauahuhauahau Os pelinhos dele eram muito mais incríveis. Mas tá dando pro gasto.

Ok, não é nenhum look de blogueira famosa mas tô parecendo exatamente o que sou: uma estudante. hahahah ❤

A mala tá levinha… nem vou comprar bota de pelinho coisa nenhuma… vou de tênis memo e que se fouda… tô levando um gorrinho que eu comprei no camelô da porta da faculdade no final do ano passado… huahuahauhau de tricôzinho branco… por 15 reais!

luvas? compro lá… aqui no Brasil é muito caro.

Cachecol? Não to achando pra vender aqui no Brasil em plena coleção de Verão nas lojas… compro lá…

Eu tava surtando com essa história de looks, de casaco… de suéter … disso e daquilo… mas quer saber? O importante é não passar frio e na moral.. eu vou estar na Europa pela primeira vez na vida!!!! Eu quero mais é curtir o local, tirar fotos, ver o que a cidade tem pra oferecer e não ficar escrava de looks pra foto. #Deusémais

A única coisa que eu realmente comprei e gastei um din din a mais foram as lingeries pra tirar foto nesse puta apê. Sensualizar né amores? Se não fosse pra ficar pelada eu nem ia. hahahhaahaahah

Tá… talvez eu me empolgue um pouquinho por lá… na Zara, na Uniqlo de lá e compre um casaco novo… mas sei lá… não quero gastar dinheiro com essas coisas não.

Talvez seja mais necessário eu comprar uma segunda pele térmica do que um casaco propriamente dito.

Mas se for barato… aiaiaiaiiaiaiaiaiaiiaaiiaiiaiaii

E bonito… aiaiaiaiiaiaiiaiaiaiiaiaiaiiaiaiiaiiai

hauhauahauhauahua

XD

Por mim eu já entrava nesse avião A-GO-RAAAA!!!! Porque pronta eu já estou. hahahaha

gente… é muita ansiedade. Eu queria estar lá já… sabe?

Mas… vamos ter mais 2 semaninhas de espera. Acho que overall tá tudo certo… passaporte, documentos, falta imprimir o ticket da passagem, falta comprar o cadeado da mala, arrumar a mochila com meus objetos de beleza e higiene pessoal e arrumar a bolsa que eu vou ficar passeando por lá… fora isso… tá tudo Ok.

Alguém tem alguma dica de como perder o medo de avião?

Deixa aí nos comentários!

Beijos,

Mah :*

Pensando…

Muito loko esse negócio de marketing nas redes sociais…. tipo quer queira ou não, a gente não foge do que a gente é. A gente pode tentar passar uma imagem disso ou daquilo mas no final, o nosso engajamento, a nossa audiência vai bombar de um determinado jeito e a gente não tem como muito fugir disso.

Essas últimas temporadas foram um pouco movimentadas pra mim lá no instagrams… Assim que terminou o semestre eu só queria uma coisa: extravasar…. sabe quando tu quer dar uma resetada na mente?

Sério … olha a minha cara de acabada no final do semestre:

me_acabada

tipo, com quilos de maquiagem na cara pra esconder as olheiras, o cabelo parecendo uma vassoura de piaçava … e a expressão facial de #morta.

Isso porque eu estava indo participar do tal Congresso lá que eu ia participar pela primeira vez na vida… mas eu tava já tão surtada que eu tava de novo ouvindo vozes, lelé da cuca, surtadinha mesmo, sabe? E tipo, foi barra e eu tava só o pó.

Eu lembro que a única coisa que eu pensava era “Quero ver quando for no 7º semestre” por que aí a grade vai ser cheia, vou fazer todas as matérias e se eu já tô pirando fazendo 4 matérias, grupo de estudo, curso, congresso, seminário… putaqueopariu…. imagina quando for no 7º que eu vou fazer 5 matérias e sabe-se lá mais o que…

Nisso veio o final das aulas. Acabaram as aulas. E tudo o que eu queria era meter o pé na jaca… porque do nada eu melhorei… parei de ouvir vozes, parei de ficar perturbada com tanto estresse e tava bem de novo daí eu falei Pronto! Hora de curtir um pouco.

E comecei a tirar umas fotos bem na de loka mesmo…. eu falava com meus amigos “Gente, bora pra Paulista tirar umas fotos de calcinha e sutiã?!” e ninguém queria ir comigo… achavam que era uma loucura… Nisso eu falei Quer saber? Ninguém quer ir comigo? Então foda-se eu vou sozinha. Catei duas cervejas, cigarro, me ” vesti” e fui de uber pra Paulista 4 da manhã decidida que ia tirar as fotos. Ah! e levei o meu tripé caso eu não encontrasse ninguém pra bater as fotos pra mim.

Aí daí pra frente eu comecei a fazer umas fotos bem malucas por onde eu ia… sempre vestida com uma lingerie, ficando pelada nos lugares que eu ia, pelada não né, de lingerie… mas em lugares inusitados. E fazendo role de doido no meio disso tudo.

Foi dahora!!!! Fiz novas amizades, conheci uns bofinhos, dei uns beijos na boca…. usei umas drogas hahaahahah mano…. eu lembro que chegou um dia e eu não conseguia usar mais o meu cérebro. Eu fazia força pra raciocinar e era difícil. Tipo assim… queria resetar a mente? Pois consegui.

Me lembrou aquela Skol Beats que tinha um letreiro gigante no meio da rave ás 5 da manhã: “A essa hora o meu cérebro já não serve mais pra nada”.

TENSO.

E fui publicando as fotos no insta e tal… e o engajamento foi subindo de uma forma muito loka… tipo geral curtindo, comentando, vindo falar comigo… pedindo meu whatsapp…

Mas eu sempre fico com receio de ser tão porra loka assim, de mostrar esse meu lado nas redes por conta da profissão. Direito e tal…. tá ligado nos instas das advoguetes? Das minas já formadas e que já atuam no mercado? Maaaaano… elas são completamente diferentes de mim.

Tudo chic, elas são lindas também que nem eu e pá mas mano…. ok tô na faculdade ainda não tem nem comparação o perfil delas com o meu… mas cara… elas não postam fotos que nem as minhas não hahhahahahaha é tudo foto internacional, foto com roupas caríssimas em cenários deslumbrantes… e claro, dá-lhe fórum.

Mas o que eu tava querendo dizer é justamente o lance do marketing digital… que tipo … quando eu tento segurar a onda, manter uma linha de menina saudável, estudante de Direito, COMPORTADA, sabe? A coisa não vira.

Sei lá, não sei o que acontece. Não gera engajamento… não gera curtida, nem comentário, nem like, nada. Simplesmente meu público me abandona. Porque na real nego tá cagando se eu to na faculdade ainda e o que eu faço em relação aos meus estudos. Isso não gera engajamento.

Aí eu posto foto lá de calcinha e sutiã no meio da avenida paulista toda vida loka… aí gera.

Porra. caralho. que raiva.

O marketing pede pra eu ser vida loka.

E ao mesmo tempo eu to lá na faculdade procurando estágio e morro de medo de um RH de empresa olhar minhas redes sociais e pensar “Essa mina é doida!”

Uma coisa boa foi que ao mesmo tempo eu procurei cuidar da aparência, ficar bonita… ficar bem na foto. E a minha foto favorita é essa:

7a2ccc9f-cf54-425c-a782-7763b0a56c74

E tipo eu fico pensando nessas coisas de posicionamento … de imagem e tal… e fico meio chateada que tipo só gera engajamento quando eu to pagando de gostosa, de vida loka… aí eu entro no twitter e é cada post cômico que eu leio no melhor sentindo “trago verdades” mas com um bom humor escrachado típico de jofens …. Jesus…

E ao mesmo tempo eu queria mesmo era tá lá… falando de Direito Penal no Youtube, com uns vídeos fodões, todos profissas, toda linda, mostrando que além de bonita eu sou inteligente sabe? Eu manjo dos paranauê.

Ah! e nunca divulguem suas estatísticas, pois parece que a galera depois que vê suas estatísticas resolvem te abandonar e te deixar no limbo do engajamento. Já aconteceu isso comigo 2 vezes. #BabyComeBack

Nisso…. eu to um pouco de saco cheio de ser o perfil “da gostosa” do instagram, saca? Que só gera engajamento se tiver meio pelada… >=[

Ahhhpaputaqueopariu.

Pelo menos esse engajamento me gerou novos seguidores no youtube, mas eu queria mesmo que os novos seguidores tivessem sido orgânicos, tivessem chegado até mim através dos vídeos que eu postei mesmo.

Que as pessoas tivessem visto meu conteúdo, se interessado pelo meu conteúdo e com isso tivessem passado a me seguir. ❤

CONTEÚDO é vida! ❤

Mas não…. nego quer saber de mim de calcinha e sutiã…. vida loka… e nem pra eu ser assim eu sou:

model

Sabe? MO-DE-LO… das pernas finas, 1.80 de altura, sorriso branco, Olívia Palito… tá ligado? Que vai bombar fazendo foto.

Então mano, WHATS THE FUCKING POINT? Não… porque a gente tem que monetizar de alguma forma… e se eu ficar fazendo essas fotos não vai me gerar uma parceria pra fazer campanhas fotográficas, pra marca nenhuma… por que né? convenhamos…. Qual é a GRAÇA de ser um perfil de uma mina “pelada” do instagram?

E ao mesmo tempo eu tô lá mostrando minha rotina de estudos, surtando, ouvindo vozes, e NINGUÉM se interessa por isso.

Não to dizendo que eu não seja bonita mas porra pera lá né…. só tem graça se fica pelada?

E o que eu tenho pra dizer… foda-se?

Caralho viu. Marketing de merda.

7 sugestões de temas para TCC na área criminal.

Dentre os desafios que o estudante de direito enfrenta no decorrer do curso, a escolha do tema do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é, talvez, a decisão mais difícil a ser tomada. Com o intuito de auxiliar os estudantes nesta difícil etapa, a Redação do Canal Ciências Criminais preparou uma lista com 12 sugestões de assuntos atuais e de extrema relevância que podem ser abordados nas monografias.

Abaixo de cada item, há a indicação de artigos publicados no Canal Ciências Criminais relacionados aos temas:

1) Expansão do Direito Penal e controle de fluxos migratórios na contemporaneidade

Mixofobia: Por que a Europa tem medo dos migrantes?

Sobre descasos e excessos: Direito Penal e imigração na União Europeia

2) Responsabilidade penal frente à nova criminalidade

Responsabilidade penal da pessoa jurídica: a visão europeia

Teoria do domínio do fato na Ação Penal 470

3) A crise da execução penal no Brasil

O fim do semiaberto e a vitória da sociedade

A atuação do advogado criminalista na execução penal

4) Lavagem de dinheiro e a teoria da cegueira deliberada

Teoria da cegueira deliberada e o crime de receptação

Lavagem de dinheiro: todo mundo fala, mas será que todos sabem o que é?

5) Crimes digitais e a discussão sobre (in) adequação dos tipos penais

Crimes digitais: do que estamos falando?

Crimes digitais e os vírus computacionais

6) Sistema penitenciário brasileiro e efeitos da prisionização

Diário de um agente penitenciário: o início de tudo

Experimento de Stanford: os efeitos devastadores da pena de prisão

7) Audiência de custódia no processo penal brasileiro

Audiência de custódia: será o fim dos abusos cometidos pela polícia?

Audiência de custódia e o jeitinho brasileiro

Na próxima semana teremos mais indicações de temas!

Fonte: Canal Ciências Criminais

 

Em busca de inspirações para Looks de Trabalho Estilosos!

Essa semana eu comecei a procurar novas inspirações na vida e observando alguns perfis no Instagram eu percebi que algumas meninas se destacam muito por construir um estilo pessoal muito original e marcante.

Eu fiquei muito animada com essa ideia e resolvi iniciar um post com fotos de pessoas muito estilosas vestidas para trabalhar que eu encontrei na região da Avenida Paulista, mais especificamente ali pela Alameda Santos e tal, aquela região super aconchegante onde as pessoas costumam almoçar 🙂

A primeira pessoa do post – que está sendo construído, pois hoje foi difícil achar mais pessoas além dela – foi a querida Camila 🙂

Camila

Super simpática, Camila nos contou que adora combinar peças clássicas com modernas e concordamos que as pessoas tem uma ideia de que por trabalharem em escritório, às vezes, elas pensam que tem que usar mais aquela coisa de calça social, blusa social, sapatilha e não fogem muito disso… porque o ambiente é muito conservador…. mas que o legal é justamente dar essa quebrada com algo estiloso no look.

O que mais me chamou atenção no look da Camila foi a anckle boot dela de oncinha maravilhosa! Que me lembrou muito uma referência de estilo que eu estava salvando esses dias:

h
A Camila estava super estilosa e bem humorada! Viva! 😀

Agora o próximo passo é fotografar mais pessoas estilosas com looks de trabalho, conversar com elas sobre estilo e tentar aprender com elas a ser mais estilosa também.

Afinal, pessoas nos inspiram!

Não se governa com o verbo. Há um ditado da sabedoria mineira que diz: quem fala muito dá bom dia a cavalo.

Antônio Cláudio Mariz de Oliveira*, O Estado de S.Paulo

31 de julho de 2019 | 03h00

Governa-se, ou deveria ser assim, com ações. As palavras servem para explicar e justificar as condutas. Ambas, ações e palavras, devem ser precedidas de reflexões, análises e ponderações. A palavra pode preceder a ação, mas se esta não for efetivada ou se não estiver consentânea com o que foi dito e anunciado, a palavra será desvalorizada, e o seu autor ficará desacreditado.

Ademais, pensamentos e ideias devem estar previamente alinhados com projetos de interesse coletivo, e não representar desejos pessoais, desalinhados dos anseios da sociedade. Não havendo esse alinhamento, melhor seria o silêncio.

No entanto, como não se tem silenciado, ao menos em respeito ao dia que começa, as entrevistas nos cafés da manhã deveriam ser transferidas para os chás da tarde. Em vez de permanecerem vivas na lembrança dos interlocutores durante todo o dia, essas entrevistas dadas no final da tarde só maltratariam a memória por poucas horas.

Por vezes o conteúdo dos pronunciamentos não é confirmado no dia seguinte, a pretexto de terem sido mal interpretados, ou de terem sido deturpados pela imprensa. Quando a matéria escapa de seu entendimento, ele cria polêmicas por meio de questionamentos incabíveis e inadequados, ou a substitui por questões menores e sem interesse. Em ambas as hipóteses todos os que tomaram conhecimento de sua fala ficam perplexos e confusos.

Uma marca desses pronunciamentos é a capacidade que têm criar desavenças e desarmonias. Em regra contêm um caráter negativo, contestatório de conceitos e opiniões que já estão sedimentados na cultura social.

Temas os mais variados, alguns singelos e de fácil compreensão, outros complexos, passaram a ser alvo de contestação desprovida de explicação racional, que acaba provocando acirradas polêmicas e um grande desconforto, que atinge até mesmo os seus mais próximos colaboradores.

Em lúcido, oportuno e esclarecedor editorial, O esgarçamento do tecido social (21/7, A3) O Estado de S. Paulo retratou com exatidão as consequências desse comportamento que utiliza a palavra a esmo, sem base fática ou sem uma exata correspondência com a realidade. A primeira delas é a disseminação de um clima de intolerância, polarização, discriminação, “diminuição das liberdades e tantos outros retrocessos civilizatórios”. Esses efeitos atingem de maneira frontal, conforme com razão afirma o jornal, um dos objetivos da República, que é “construir uma sociedade livre, justa e solidária” (artigo 3.º, I, da Constituição). Após ponderar que o estímulo à dissidência e à divisão do País não é iniciativa atual, pois governos anteriores já dele se utilizaram, o editorial realça que tal fato não autoriza a sua repetição, ao contrário, obriga à sua extirpação como política e método de atuação.

Qual misterioso motivo o leva a contrariar o bom senso, o senso comum, enfim, a racionalidade, e a transformar suas ideias e palavras em manifestações de absoluto nonsense.

Assim, o fim do controle da velocidade nas estradas, a desnecessidade de cadeiras para as crianças nos automóveis, o apoio ao trabalho infantil, o seu desejo de substituir as tomadas trifásicas, a não cobrança de taxas em Fernão de Noronha (todos os países do mundo cobram em lugares turísticos), a pouca ou nenhuma preocupação com o meio ambiente, com a educação e com a saúde colocam-no como se observa, na contra mão do querer da sociedade. Ademais, parece que tudo o que lembra democracia, liberdade e aprimoramento das instituições e da sociedade não é do seu agrado: participação popular nos conselhos, existência de conselhos de controle profissional, existência do Exame de Ordem, sua aversão pelas ONGs, ataque à imprensa e a certos jornalistas, indisposição com governadores de regiões do País, pregação contra o “perigo do comunismo”, que não passa de mera invencionice, desapreço pela cultura e pela liberdade de criação artística.

Existem muitas outras manifestações que se colocam contra o bom senso, contra a lógica e contra a vontade popular. A lista é interminável, pois diariamente é acrescida de afirmações, comentários, conclusões, ataques impensados e improcedentes, lançados sem nenhuma objetividade e finalidade. As palavras utilizadas, desprovidas de reflexão, são jogadas ao léu. No entanto, preocupam, pois, embora por vezes desprovidas de lógica e de racionalidade, elas acarretam consequências, pela relevância do cargo ocupado por quem as pronuncia. Causam apreensão, discórdia, insegurança e por vezes temor.

Saliente-se que a sua intensa atividade verbal se mantém sempre distante das reais necessidades, dos anseios e das aspirações do povo brasileiro.

Estava me esquecendo das armas. O mundo quer o desarmamento. Em pesquisa recente a sociedade brasileira mostrou igualmente ser contra as armas. No entanto, promessa de campanha e conteúdo de discursos, a apologia da sociedade armada transformou-se num dos principais acordes da orquestra governamental. O maestro e seus músicos pregam que a sociedade estará mais segura se os seus integrantes, da criança ao idoso, estiverem bem municiados e treinados.

Alardeiam que armados nos poderíamos defender. Talvez, se os assaltantes nos avisassem com antecedência do assalto e pudéssemos nos entrincheirar… E aí teríamos no País intermináveis e emocionantes tiroteios. Como eles não nos comunicam do ataque, continuaremos a ficar impotentes, ou seremos mortos caso reajamos.

Aliás, se pudéssemos ouvir o grande e inesquecível Garrinha, ele diria do alto de sua sabedoria de homem primário e tosco, mas intuitivo e de bom senso: “Andar armado, só se combinarmos com os russos antes”.

Há um ditado, verdadeira máxima, reflexo da sabedoria mineira, que diz: “Quem fala muito dá bom dia a cavalo”. Significa que o excesso no falar transforma a fala em nonada, pois de tanto se falar ninguém mais dá valor à palavra falada.

*ADVOGADO CRIMINALISTA