Mas sabe o que que é isso???

A maldita mania de DAR UM PASSO MAIOR DO QUE AS PERNAS.

Eu já melhorei em muitas coisas….

Por exemplo: Fiz uma listinha a um tempo atrás das coisas que eu tinha que melhorar em mim mesma e listei algumas coisas….

1 – Não ter grandes planos apenas quando as coisas estão boas

2 – Se preocupar menos com a vida dos outros

3 – Se comparar menos

4 – Se tornar mais resiliente

5 – Cuidar mais da sua mãe

6 – Praticar mais o budismo

7 – Não querer ser perfeita

8 – Não querer ter resultados rápidos

9 – Nunca mais ter cartão de crédito

10 – Só se esquece de alguém se se fizer um esforço para esquecer

 

Mas acho que preciso dar uma atualizada nesse checklist… porque a mania de dar um passo maior do que as pernas foi o que estou vendo que continua a me atrapalhar…. Sabe, não é nem questão de consumismo…. mas é questão de ah quero fazer faculdade? daí só as tops servem… pós graduação? daí tem que ser aqueeeeelas…. e presenciais…. se for falar em carro pra mim pô tem que ser o pica das galáxias…. viajar…. Europa… EUA… iphone macbook coronavairus aaaahhhh credo! que coisa escrota.

Preciso pensar mais fora da caixa. Meu cérebro tá derretendo lendo essa merda.

Acho que o problema é querer ser algo que não sou…. de querer aparentar ser uma coisa que não sou pra outras pessoas acharem que sou uma coisa que na realidade não é, a troco de nada. E isso que me atrapalha.

Por que daí eu só me fodo em dívida, não acabo sendo a coisa de forma alguma porque bens materiais não vão me tornar “a coisa” ou seja, rica, nem mais nem menos… um iphone, uma viagem, um cabelo loiro, uma roupa, um carro, uma bolsa, um sapato, um celular, uma whatever… uma pós graduação em harvard, uma graduação em Columbia… e desse jeito eu não chego a lugar nenhum.

Então, qual é o ponto? o.O

Preciso refletir mais a respeito disso. conversar mais com alguém sobre isso.

Refletindo….

Eu tava conversando com minha mãe e chegamos á conclusão que nossa dívida com o cartão de crédito está insustentável… e começamos a pensar em mil formas desde algumas semanas atrás – umas três semanas já – a pensar em como a gente ia fazer pra honrar com esse compromisso… pois estávamos com um parcelamento de fevereiro que parcelou não só a fatura do mês de fevereiro mas todo o valor do cartão 😮 pois é… e quando chegou agora em abril não rolou de pagar a fatura de abril… e tem mais as faturas parceladas que vão até janeiro de 2021…. HAHAHHAHAHAHAHA

É rir pra não chorar…

A minha despesa com a viagem da Europa tinha sido a fatura do mês de fevereiro… e eu segui o conselho de um amigo meu que falou “parcela o cartão….” só que chegou na hora e o banco parcelou o cartão inteiro e a dívida dobrou de valor com o parcelamento! =~

E eles deram prazo pro primeiro pagamento da fatura pra começar a pagar em abril…

Ok…. nisso… eu paguei a primeira parcela do parcelamento e ficou muito apertado as coisas aqui pra gente e minha mãe se lembrou dos vídeos que ela assiste de vez em quando no youtube sobre educação financeira e chegamos á conclusão de que simplesmente não vamos mais pagar mais nenhum centavo pro cartão de crédito.

Baseados nesses vídeos:

E como eu tinha falado no instagrams que eu ia falar como eu hahahahahahha ia fazer pra quitar minhas despesas viajando pra Europa, gastando no cartão de crédito e bla bla bla bla… foi isso que eu fiz. Fui lá, gastei, e não paguei.

Vou começar a juntar dinheiro pra quando o banco quiser negociar a dívida sem juros, sem me cobrar o dobro por ela eu quitar a dívida inteira de uma vez só. 🙂

E foi assim que tudo acabou. E eu cheguei até a vender nudes meus pelo instagram pra levantar dinheiro pra terminar o mês de abril. ❤

Fiz praticamente dois trabalhos que tinha por fazer – tinha que entregar até dia 20 – em dois dias.

Vou deixar aqui os arquivos pra vocês… como esses trabalhos são de faculdade e não tem problema de serem publicados na web – não precisa ter ineditismo e tal – resolvi compartilhar no meu blog pois os assuntos são interessantes e eu estou orgulhosa de ter feito eles.

Covid19execucoesciveis

Covid19relacoestrabalhistas

Falta terminar o de relações trabalhistas… mas eu devo terminar amanhã…. só não vou atualizar os arquivos aqui.

O de execuções merecia um tapa em algumas frases…. talvez eu dê depois e reenvie pro professor já que ainda dá tempo…

Bem, é isso. ❤

 

Você está se sentindo travado, boqueado, na hora de começar a estudar? Então vem comigo que eu preparei um super post pra te ajudar a destravar tudo isso aí que você está sentindo e ser capaz de voltar com tudo aos estudos! VAMOOOO!!!

No meu caso eu estou tendo dificuldades com botar em dia meus estudos de faculdade e estudos pros grupos de estudo que eu tenho, além das outras milhares de atividades que eu acumulo paralelamente que no final eu vou chorando por que vou vendo que não estou dando conta de fazer tudo ao mesmo tempo. Como é o caso do meu inglês jurídico que eu estou pagando o curso desde dezembro e só fui em uma aula até hoje – e estamos em abril.

Você pode ser concurseiro também e precisa daquela injeção de ânimo diária para seguir nos seu plano de estudar todos os dias e manter uma frequência boa nos estudos a fim de completar o conteúdo do edital e se sobressair com um rendimento acima da média e ficar na frente dos seus concorrentes.

Seja qual for o caso a nossa vida não é linear… e haverá momentos que podemos nos deparar com uma matéria mais chata ou mais difícil que vai tirar nossa motivação e consequentemente fazer com que nosso rendimento caia… e fazer com que a gente se sinta bloqueado, travado, nos estudos…. deixando a gente se sentir meio fracassado e meio frustrado.

E agora? Como contornar essa situação e dar a volta por cima?

Analisando alguns blogs de métodos de estudos eu encontrei dicas para lidar com esse tipo de situação e vou resumi-las aqui pra vocês:

7658051014_72b217af48_z

 

Entendendo o “Eu não consigo”

Se você se senta, abre seu material de leitura ou vídeo e depois dos primeiros minutos, já se perde em devaneiosdistrações ou logo arranja outra tarefa para fazer, esses são sinais de que você não consegue estudar.

Outro exemplo é ler, ler e ler o conteúdo e não conseguir entender nada depois. Isso prova que você está lendo sem atenção e, por isso, não consegue estudar e, principalmente, assimilar.

Tudo isso gera uma cadeia ou um ciclo do fracasso. Por não conseguir entender o que estudou, você não consegue acertar questões, o que leva você a não querer estudar, já que não está vendo resultados. O Ivan Bittencourt, que é coaching e consultor da UP Concurseiros, fala mais sobre o ciclo do fracasso no vídeo abaixo:


Tudo isso leva você a pensar que não é capaz de estudar, e daí essa afirmação “eu não consigo estudar!” se torna recorrente na sua mente. Desse ponto, para desistir não falta muito, não é verdade?

Os sinais:

Por isso, é importante analisar o que leva você a fazer tal afirmação. Não conseguir estudar com qualidade é sinal de que você está:

  1. Desanimado: você não tem ânimo para estudar os conteúdos do edital, que por muitas vezes são considerados “chatos”.
  1. Desmotivado: você estuda com a ideia de que não vai dar certo, não vai valer a pena e que nem adianta tentar porque você não vai conseguir mesmo…
  1. Frustrado: você tenta estudar, mas simplesmente não consegue aprender ou se manter concentrado. Isso leva a frustração e vontade de jogar tudo para o alto.
  1. Ansioso: você quer passar logo, precisa passar o mais rápido possível e fica ansioso com a quantidade de matérias e conteúdos que precisa estudar. Isso leva você ficar paralisado.
  1. Desorganizado: você estuda de maneira aleatória. Dá muitas voltas e não consegue avançar ou chegar a lugar nenhum. Não há avanço, o que faz você perder tempo e energia.

Todos esses adjetivos explicam porque você se senta em frente dos seus materiais e não consegue estudar. Mas continue a leitura para descobrir como deixar todos esses sentimentos negativos para trás e poder avançar nos estudos!

Estude por pouco tempo PRIMEIRO

A verdade é que nós não fomos criados para passar muito tempo concentrados. Precisamos mudar de atividade de tempos e tempos (e esse tempo é pouco!).

Então, se você está realmente travado e não consegue estudar, a primeira coisa é colocar sua mente para acreditar em uma coisa: você não vai estudar por muito tempo. Ao entender isso, primeiro, você vai ficar muito mais tranquilo porque saberá que não será uma tortura tão grande assim.

Então, planeje estudar por uma hora agora primeiro, no máximo. O Desafio 100 dias de estudo pode ajudar você nesta tarefa. E dessas 1 hora, estude por 20 ou 25 minutos com foco total antes de fazer uma pausa de 5 ou 10 minutos. Pausas são essenciais!

Uma técnica interessante é o Pomodoro, justamente porque a base dele é que você estude por alguns minutos e depois pause por alguns minutos.

A técnica consiste na utilização de um cronômetro para dividir o trabalho em períodos de 25 minutos, separados por breves intervalos. – Wikipedia

Descanse e durma mesmo!

Ok, essa é clichê! Mas é muito necessário. Muitos concurseiros diminuem seu tempo de sono e descanso porque desejam estudar mais.

Mas você deve evitar prejudicar seu tempo de sono e descanso. E, na verdade, você deve até dormir mais, se não vem dormindo bem antes dos estudos porque esse fator pode ser um dos que estão prejudicando a sua capacidade de estudar.

Dormir mal afeta a sua motivação e sua capacidade de concentração. E sabemos que muitos falam que o tempo de sono depende para cada pessoa, mas como regra geral, procure dormir 8 horas por noite.

Se você perceber que acorda naturalmente antes de completar as 8 horas, tudo bem. Mas use 8 horas como meta.

Ah, e junto com o descanso, também está os exercícios físicos. Você precisa ter uma rotina de estudos que combine descanso, exercícios e lazer se quer realmente que estudar dê certo, ok?

Seja ativo no seu aprendizado

Todos passamos por um processo de assimilação de um conteúdo novo. Esse processo pode ser penoso. E, justamente por ser algo difícil e que exige muita energia e esforço mental, pode gerar um certo bloqueio.

Uma maneira de evitar esse bloqueio é evitando somente estudar de maneira passiva. E o que seria o estudo passivo? Sentar-se na sala do cursinho e ficar ouvindo professor falar e acreditar que aquilo é suficiente para você aprender e acertar questões. Ou mesmo, assistir uma videoaula e pronto. Não fazer mais nada com aquilo e esperar que vai dar tudo certo…

A solução é ser ativo, isto é, testar os seus conhecimentos sempre e de novo! Você passa acertando questões e não provando sua capacidade de assistir aulas e mais aulas…

Por isso, seu foco precisa ser em se testar. Você pode ter várias rotinas de testes, como:

a) Fazer questões de fixação e revisão;

b) Explicar para alguém (ou para você mesmo) em voz alta o que acabou de aprender;

c) Construir mapas mentais e fichas de estudo.

Essas são algumas técnicas que vão permitir que você coloque em prática o estudo passivo e vão dar a você um senso de propósito ao estudar. É muito mais do que ver conteúdo e passar para frente. É viver o conteúdo!!

Imprima o edital e estude com ele ao seu lado

Ao se preparar para concursos, você precisa de um edital base, certo? Pode ser o edital atual, antigo ou mesmo um edital com as matérias mais relevantes. Pegue esse edital, imprima e deixa ele ao seu lado quando for estudar.

A medida que for avançando nos conteúdos, marque na folha a parte estudada. Essa pequena ação vai dar a você um jeito fácil e bacana de visualizar o seu progresso.

Foque no progresso

Sabemos que a ansiedade é grande porque você tem pouco tempo e muita coisa para ver ou muito tempo e muita coisa para ver também.

Sabemos que vai ser maravilhoso se passar mas “o número de canditatos por vagas é gigantesco… Ahhh, socorro!”

Se você foca demais nessas coisas, o que vai acontecer? Ansiedade é o que vai acontecer!! Exatamente o sentimento que você não precisa!

Agora, me diga, o que se preocupar com isso vai ajudar sua preparação? Nada! Você não precisa ficar pensando nos outros agora. Você precisa se preocupar com o seu progresso.

Então, faça o esforço de pensar no que precisa ser feito agora. Nos seus estudos do dia e no seu progresso da semana. Não ponha a mente lá na frente demais durante os estudos.

Você precisa se programar quando for desenvolver seu planejamento de estudos lá no início do seu preparo para concursos. Mas o que vai realmente fazer você progredir dia a após dia é focar no hoje e no que você pode fazer HOJE.

Afaste-se das distrações

Quando não conseguimos avançar, temos tédio, desânimo e desinteresse pela matéria, as distrações aparecem!

E você sabe muito bem que as distrações estão por todo lado e são quase impossíveis de escapar.

Então, afaste-se de vez das distrações, como o seu smartphone, computador, televisão, pessoas a sua volta.

Você pode fazer isso através de apps de bloqueio como o Block & Focus, que bloqueia seu acesso às redes sociais no computador. Desligue as notificações do seu celular e deixe ele longe de você! Isso se realmente está sério em passar em concursos!

Estudar para concurso é uma fase

Estudar para concursos e ter que ver matérias que você não tem muito interesse é uma fase! Sempre se lembre que você não vai estudar para sempre.

Pode ser que você não esteja motivado o suficiente, mas o esforço e a disposição para estudar agora dependem de ação. E ação depende de força de vontade para superar as dificuldades que aparecem.

É por isso que é tão essencial que você busque apoio, busque mais textos como esse e separe alguma hora do seu dia para simplesmente aprender a estudar com mais direcionamento e mais eficácia. Entre de cabeça nesta fase porque ela é recompensadora. Nenhum outro estudo da sua vida foi tão recompensador quanto o estudo para concursos.

Estudar na escola ou na faculdade não oferecem o ganho e a estabilidade que o estudo para concursos oferece. Lembre-se da fase e se dedique a ela.
Se você precisa de mais dicas, acompanhe um dos artigos abaixo e continue nesta jornada de conhecimento e autoconhecimento. 😉

Fonte: http://www.upconcurseiros.com.br/blog/nao-consigo-estudar-e-agora-supere-de-vez-o-bloqueio-com-os-estudos/

Agora, vamos para outras dicas tão valiosas quanto:

Procrastinação, o mal do século

A procrastinação nada mais é do que o famoso “deixar tudo para depois”. E, na maioria das vezes, quando isso acontece, a pessoa fica estressada.

Segundo o psicologo Tim Pychlyl, da Universidade de Carleton no Canadá, “a procrastinação é, na atualidade, o problema mais grave da educação”.

Ele integra um grupo que investiga o assunto para “entender por que às vezes nos tornamos nosso pior inimigo com atrasos desnecessários” de nossas tarefas.

Muitos concursandos também encaram a procrastinação como, na verdade, um bloqueio mental e, por isso, muitos exclamam preocupados: “Não consigo estudar!”.

No entanto, o fato de não conseguir estudar pode ser resultado do cansaço, o que resulta em sono durante o estudo, ou da falta de motivação para realizar suas tarefas.

Contudo, se você deseja ingressar na carreira pública, é indispensável buscar uma solução emergencial para seu problema de “não consigo estudar” e  engatar nos estudos.

Para isso, avalie o tempo de estudo disponível e se prestar um concurso público condiz com seus objetivos profissionais.

Antes de continuarmos, eu gostaria de reforçar que a gestão do tempo, assim como a motivação, o ambiente de estudo e a área que você escolher, fazem parte dos pilares de aprovação. Pensando em quanta gente tem dificuldades com esses aspectos, eu criei um curso que vai te ajudar a passar por tudo isso com muito mais facilidade. Clique aqui e conheça mais sobre o curso Pilares da Aprovação.

 

Não consigo estudar porque estou muito cansado

O cansaço é uma das causas mais alegadas por aqueles que reclamam que não conseguem estudar.

Por isso, antes de desesperar-se, você já verificou se há horários do dia em que você apresenta um rendimento melhor para estudar?

Cada pessoa possui um relógio biológico e um ritmo de estudos diferente. Tem gente que apresenta melhor desempenho durante as manhãs, enquanto outros conseguem absorver melhor o conteúdo quando se dedicam a estudar à noite.

Portanto, para driblar o bloqueio com os estudos, a primeira iniciativa é encontrar o turno do dia ideal para estudar.

Em suma, não existe um melhor horário para estudar. Tudo vai depender do seu rendimento. Eu, por exemplo, sempre rendi melhor durante a noite. Em geral, eu chegava do meu trabalho às 18h e dormia de 20 minutos a 1 hora antes de estudar.

Um cochilo pode potencializar o aprendizado

Dormir um pouco pode ser o melhor remédio para o bloqueio resultante do cansaço!

Se você não trabalha, experimente fazer uma sesta, ou seja, repousar após o almoço por 30 minutos. Se você for estudar durante a tarde, é possível que seu desempenho seja amplificado.

Se você tem apenas o período da noite para estudar e, assim como eu, chega muito cansado do trabalho, permita-se tirar um cochilo antes de começar a estudar e estenda os estudos até o início da madrugada.

Trabalho, só tenho a noite para estudar e me sinto muito cansado. O que fazer?

Se você trabalha o dia todo e tem as noites para estudar, mas sente-se exausto neste horário, que tal experimentar madrugar? Pode ser que seu desempenho seja melhor pela manhã.

Tente chegar do trabalho, tomar banho, jantar e pegar no sono às 20h. Dessa forma, programe o despertador para tocar às 2h ou 3h da manhã e estude até o amanhecer.

Em geral, nos primeiros dias, você não conseguirá pegar no sono às 20h, mas aos poucos você conseguirá adaptar seu organismo a essa rotina e verificar se esse método funciona para você.

Só não desista! Muita gente acredita que é necessário se dedicar exclusivamente aos estudos para ser aprovado em um concurso. No artigo: Dá para estudar para concurso público e trabalhar ao mesmo tempo?” eu tiro suas dúvidas e tento responder a essa pergunta.

Para mim, não é um método que funciona! Sou adepto da noite e nunca me preparo para dormir antes de meia-noite. No entanto, essa pode ser a solução ideal para você!

Não consigo estudar porque não tenho “cabeça” para isso! Como lidar com essa situação?

Há pessoas que possuem o dia todo disponível para estudar, mas alegam não conseguir pois não têm “cabeça” para os estudos.

Nesse caso, o bloqueio existe em função da ausência de motivação para estudar. Nesse caso, só cabe a você procurar o aspecto que te motiva e impulsiona.

Lembre que, a partir do momento que você escolhe prestar um concurso público, é necessário ter objetivos claros e estudar muito até alcançá-los.

Não existe “meio concurseiro”, ou seja, aquela pessoa que deseja prestar um concurso mas estuda apenas eventualmente. Esse é um dos maiores erros no estudo para concurso público.

Prestar um concurso é uma postura que deve ser internalizada e refletida em estudo constante!

Se você percebe que manter uma rotina de estudos realmente não é a sua praia, pare de se enganar, meu amigo.

Deixe de gastar dinheiro com materiais e criar expectativas na sua família sobre a aprovação em um cargo público. Procure a carreira que te faça feliz, seja na iniciativa privada ou empreendendo.

Como aumentar a motivação para estudar para concursos públicos?

Encontrar o que te motiva a estudar é a melhor forma de cessar as queixas de “não consigo estudar!”.

Questione-sempre: Por que eu estou estudando para um concurso público? Quais aspectos da tua carreira te deixavam insatisfeitos e te levaram a tomar essa decisão?

Identificar a motivação é ter combustível o suficiente para alcançar o seu objetivo.

Há uma solução emergencial para aumentar a motivação com os estudos?

Não há uma única solução emergencial para  aumentar a concentração e ter foco nos estudos, mas há dicas para elevar o engajamento. Confira!

1. Organize sua rotina

Defina os horários em que você irá estudar e elabore o seu ciclo de estudos, ou seja, as disciplinas que irá estudar a cada dia e o tempo que será dedicado a cada uma delas.

Não deixe de alinhar o seu cronograma de estudos com as exigências do edital, para que nenhuma disciplina deixe de ser contemplada.

Risque cada disciplina concluída, assim, você terá a sensação de progresso.

2. Seja ativo no seu aprendizado

Ler o conteúdo ou assistir a videoaulas nem sempre é muito motivante! A solução é ser ativo, isto é, testar os seus conhecimentos sempre.

Faça questões de concurso público para fixação e revisão, explique para alguém (ou para você mesmo) em voz alta o que acabou de aprender e construa mapas mentais e resumos.

Essas são algumas técnicas que vão lhe proporcionar um senso de propósito ao estudar. É muito mais do que ver conteúdo e passar para a frente a folha.

3. Foco no progresso

Não pense em tudo o que ainda falta estudar e nem em quantos candidatos por vaga você terá que ultrapassar para conquistar a aprovação.

Foque nos seus estudos do dia e no seu progresso da semana. Não ponha a mente lá na frente durante os estudos.

4. Extermine as distrações

Então, afaste-se de vez das distrações, como:

  •  smartphone;
  • computador;
  • televisão;
  • pessoas a sua volta.

Isso irá evitar que, diante daquela disciplina complicada, você recorra às redes sociais e seus programas favoritos.

5. Defina recompensas

Que tal definir uma meta diária de estudos e, após cumpri-la, oferecer a si mesmo uma recompensa?

Pode ser uma hora de videogame, assistir a um ou dois episódios de uma série ou até mesmo comer um pedaço da sua sobremesa favorita.

6. Compartilhe experiências

Uma boa oportunidade para elevar a sua motivação é conhecer e conversar com pessoas que estão vivendo desafios semelhantes aos seus.

Quando eu estudava para concursos, ingressei no Fórum dos Concurseiros, uma comunidade em que vários concursandos compartilhavam sua rotina de estudos, dificuldade e outras dicas de aprendizado.

Sugiro que procure um grupo de credibilidade nas redes sociais, formado por concursandos focados e para trocar dicas, comentar a sua rotina de estudos e se motivar.

Estudar para concurso é uma fase

Estudar para concursos e ter que ver matérias que você não tem muito interesse é uma fase! Sempre se lembre de que você não vai estudar para sempre.

Se você tiver foco agora, em breve a tão sonhada aprovação virá e você terá estabilidade financeira para curtir a vida ao máximo.

Aqui em São Paulo sempre ouvimos um ditado comum, que diz que “enquanto você não está estudando, um japonês está”.

E essa é uma verdade – mas a concorrência não se limita a japoneses, são diversos brasileiros buscando estabilidade na carreira pública que estão estudando muito.

Busque ajuda e fortaleça sua estratégia até a aprovação

Se você realmente acredita que não consegue estudar, talvez seja porque você não consegue estudar sozinho, e para isso existe solução.

Os programas de mentoria da Liga da Aprovação irão prepará-lo em alto nível para todos os concursos que você está planejando estudar.

A Liga da Aprovação é a mentoria para concurseiros aqui do Método de Estudo e reúne diversos benefícios:

  • Seis meses de mentoria comigo;
  • Atividades ao final de cada módulo;
  • Descontos nos serviços de nossos parceiros e professores;
  • Tira-dúvidas individualizado e muito mais.

Existe uma Liga da Aprovação para cada área, então acesse abaixo a que melhor se encaixa com seus planos e conheça mais sobre nossa mentoria:

Com alguém te auxiliando e orientando, fica muito mais fácil aprender como ter foco nos estudos, fugir das distrações e ser um concurseiro muito mais focado!

Se você não estudar direito, você perderá a chance de ser aprovado quando vier seu edital e, provavelmente, terá que estudar por muito mais anos para que surja outra oportunidade. Tenha foco!

Um abraço, Alexandre Meirelles.

Fonte: https://www.metododeestudo.com.br/nao-consigo-estudar/

Coloque-se em movimento para se desbloquear

Talvez nesse exato momento você esteja pensando que é muito difícil, para não dizer impossível, sair do bloqueio emocional. Mas você está totalmente enganado. Você só precisa se colocar em movimento, em ação. Todos os pensamentos inseguros que o rodeiam fazem com que você fique parado. Você pode vencê-los, começando a caminhar para a frente.

Pense em todas as perguntas que rondam a sua mente no seu dia a dia. “Para que vou lá se com certeza não irão me contratar?”, “Sou um fracasso, nunca vou conseguir o que quero tanto”, “Acho que ele não vai gostar de mim”, “Se eu me revelar do jeito que sou, ela vai achar que sou bobo”, “Não vou conseguir fazer direito e todos vão rir de mim”, “Os outros são muito melhores do que eu”…

Não é verdade que alguma vez algum destes pensamentos já passou pela sua mente? A única opção que você tem é agir como quando você tem medo de receber um “não” como resposta. Aceitar a negativa, mas “tentar” conseguir um “sim”. O que você tem a perder?

Faça o contrário à inércia que as suas emoções criaram. Você tem medo de fazer papel de ridículo nessa exposição? Se você não tentar, nunca poderá saber se estava certo. Às vezes é muito bom se convencer de que você é o que gostaria de ser. Por exemplo, “gosto de falar em público” ou “não tenho medo do ridículo”.

Um bloqueio emocional pode nos ajudar a pensar melhor nas coisas, a tirar um tempo para nós mesmos. Mas, se durar demais, será preciso encontrar uma solução.

O efeito iatrogênico do juiz das garantias – artigo de Renata Gil e Renee do ó Souza | As novas mudanças que a Lei Anticrime traz ao Direito Penal e ao Direito Processual Penal.

Na medicina, a iatrogenia é o nome dado para os danos ocultos e que excedem um tratamento, principalmente quando se verifica que a patologia sequer existia antes. Voilá! Concebido pela Lei 13.964/2019, o juiz das garantias parte da premissa – bastante questionável, diga-se de passagem – de que o julgador que defere medidas cautelares na fase investigativa passa a atuar na etapa processual de forma paranoica porque imbuído na procura de elementos confirmatórios de suas decisões anteriores. Essa suposta predisposição cognitiva do julgador indica a conveniência de cisão entre as etapas investigatórias e persecutórias, cada qual sob a apreciação de juízes distintos.

Como se não bastasse a questionável base lógica e científica sob a qual se assenta o instituto, a Lei 13.964/2019 sofre de uma contradição porque prevê que o juiz das garantias também deve atuar na fase inaugural processual. Assim dispõe a nova Lei:

Art. 3º-B. O juiz das garantias é responsável pelo controle da legalidade da investigação criminal e pela salvaguarda dos direitos individuais cuja franquia tenha sido reservada à autorização prévia do Poder Judiciário, competindo-lhe especialmente.

(…)

XIV – decidir sobre o recebimento da denúncia ou queixa, nos termos do art. 399 deste Código.

A contradição reside na quebra da ideia central justificadora do instituto, qual seja, separação entre juízes pré-processuais e de mérito. Ao prever que o juiz das garantias profere a decisão de recebimento da inicial acusatória a lei ignora que essa decisão é feita com a apreciação de elementos de convicção colhidos na fase investigatória, muitos deles, possivelmente, que contaram com a anterior atuação decisória do juiz das garantias. A lei ignorou deste modo a própria premissa que concebe a criação do instituto porque autoriza que o mesmo julgador chancele as decisões da fase pré-processual, embora já iniciada a fase processual.

E nem se alegue que o juiz de mérito pode rever a decisão anterior proferida pelo juiz das garantias, visto que a decisão de recebimento da inicial acusatória é decisão revestida de conteúdo estável, que produz coisa julgada formal, só revisível por instância recursal. Assim, inalterados os pressupostos fáticos e jurídicos contidos naquela decisão, não é possível sua reapreciação pelo juiz de mérito, o que põe a perder toda a ideia contida no instituto.

Na verdade, a disposição parece ser fruto da falta de uma sistematização adequada da Lei 13.964/2019 com o CPP, o que somente reforça a sua inadequação à atual conformação processual penal brasileira.

O juiz das garantias – e isso tem sido pouco esclarecido- foi concebido originalmente em outros países para enfrentar o juizado das instruções, instituto inexistente no Brasil, caracterizado pela realização de atividades investigativas sob a presidência de um juiz de direito. Por isso que a importação do juiz das garantias é feita como remédio para falsas patologias processuais e, pior ainda, de forma contraditória e atabalhoada.

Resta-nos observar quais os efeitos iatrogênicos serão produzidos pelo desnecessário medicamento importado. Os danos ocultos decorrentes disso tudo se encontram nos flancos das seguintes questões:

Teremos juízes de direito suficientes para tanto? Quem vai pagar a conta disso? Haverá juízes de garantias nos Tribunais (quando julgam recursos interpostos contra decisões dos juízes de garantia de primeira instância)? O juiz das garantias dará mais celeridade ao processo penal, ou se trata de mais uma “instância” no nosso já extenso caminho até uma decisão transitada em julgado?

Aguardemos a evolução do quadro geral para constatarmos a convalescência do paciente.

*Renata Gil, juíza titular da 40.ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro e Presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB)

*Renee do ó Souza, promotor de Justiça do Estado de Mato Grosso. Mestre em Direito. Professor e autor de obras jurídicas

*Este artigo foi publicado originalmente no portal do jornal O Estado de S. Paulo.

Precisando de ajuda com o TCC?

O Monografis é uma plataforma online que serve como assistente de escrita dissertativa na elaboração do TCC, projeto TCC, artigo científico a artefatos mais complexos, dissertação e tese. Resumindo a utilização, o Monografis orienta a escrita dissertativo-argumentativo guiando o aluno na escrita de forma embasada e argumentativa, separando os parágrafos em blocos, para dar a noção da forma correta da sequência de ideias,ou seja, argumentar nos parágrafos corretos e embasar com citações da forma que a banca espera. Exporta para o Word nas normas ABNT. O acesso é vitalício, isso quer dizer que o aluno terá acesso enquanto o projeto existir. A quantidade de trabalho é ilimitada. O aluno pode fazer quantos trabalhos quiser. Conta com acesso em grupo que permite ao aluno adicionar mais 3 colegas do grupo. Além de receber junto um treinamento que ensina como fazer um TCC no Monografis partindo da ideia até a apresentação. Conta ainda com certificado de 30hs complementares.

Geeeeente!!! Olha o que eu achei!!!

Um pacotão com 30 mil petições de acordo com o Novo CPC e a Nova CLT!!!!
Que demais!!!! Quero comprar agora!!!! 

Se liga nisso:

Anuncio30mil


Sobre o dia de hoje…

Hoje eu consegui comer uma alimentação mais saudável 😀 eeeeee!!!!

 

E fiquei com a seguinte dúvida em relação á produção de leis penais e processuais penais no nosso ordenamento jurídico… 🤔

Porque por exemplo o Min. Sergio Moro propôs o Pacote Anti Crime, mas quem pode intervir nesse Pacote é o Congresso Nacional… mas e o judiciário atuando em controle prévio de constitucionalidade lá no processo legislativo de normas constitucionais? Se essas normas versarem sobre normas penais? como funciona? 

Tá… daí fiquei com essa dúvida… nisso eu faltei aula hoje de Direito do Trabalho pra ficar em casa estudando pra prova de amanhã… mas eu to me arrastando pra estudar. 😫

Tô de saco cheio de tanto ler e não concluir matéria nenhuma e parece que quanto mais eu leio mais coisa tem pra ler…

O cronograma da prova de amanhã é o seguinte:

Civil:

  1. Direitos Reais e Propriedade Intelectual
  2. Parte Geral
  3. Obrigações e Responsabilidade Civil
  4. Contratos
  5. Família e Sucessões

Processo Civil:

  1. Recursos
  2. Teoria do Processo
  3. Processo de Conhecimento

Direito Penal:

  1. Penal I 
  2. Penal II
  3. Processo Penal

Direito Constitucional:

  1. Teoria Geral do Estado
  2. Introdução ao Estudo do Direito
  3. Filosofia do Direito
  4. Direito Constitucional I
  5. Direito Constitucional II

Direito Empresarial:

  1. Direito Empresarial I
  2. Direito Empresarial II

XOXOOXOXOXOOXOOXOXOXOOXXXOXOXOXOXOXOOXOXOX

Então, as de rosa foram as que eu já estudei até agora… sendo que Reais e Obrigações é o que eu estou tentando estudar nesse momento ao mesmo tempo pois elas se distinguem e se complementam. São assuntos análogos.

As de laranja eu tentaria resolver exercícios porque eu acho que eu teria facilidade com essas matérias… mas tem que resolver uns exercícios pra ver como está meu desempenho.

E todas as outras são coisas que eu ainda teria que ver. 😢

Bom, pelo menos deu pra ver agora que em 6 dias eu estudo essas matérias, pois estou estudando desde quinta passada… e hoje é segunda feira… e ainda tem amanhã, terça feira pra estudar antes de ir pra prova. 

Então, eu já estou me preparando pra ir pra prova sem o domínio do conteúdo completo… mas pelo menos agora eu já tenho ideia de quanto tempo eu precisaria pra ver pelo menos o início da matéria que seriam de pelo menos 6 dias.

Porque cansa né, gente? Todo dia estudar umas 4 horas, lendo, resolvendo exercício… é cansativo… então não dá pra ficar 14h todos os dias e acabar com os assuntos de uma vez só… eu pelo menos tô vendo que por dia eu consigo ficar no máximo umas 4h horas rendendo bem. Lendo, fazendo resumo, resolvendo questão… mas é isso… pra início de matéria pelo menos 6 dias. Estudando todos os dias.

XOXOXOXOXOXOOXOXXOXOOXOXOXOXXO

Minha mãe também disse que eu preciso relaxar pra não ficar tão tensa na hora da prova e colocar na minha cabeça que eu não preciso fazer as coisas que estão acima do meu limite…

Eu prefiro dizer que tudo é questão de planejamento. HAUHAUHAUAHUAHUA

Tá.. não deu pra fechar o conteúdo nesse semestre pra prova desse semestre, ok. Mas no próximo semestre tem essa prova de novo… daí o que que eu fiz… to anotando aqui no blog como foram as etapas do processo de aprendizado pra quando chegar no semestre que vem eu começar a estudar pelo menos com 20 dias de antecedência. Que daí é mais provável que eu feche o conteúdo. Basta conciliar a agenda. E sacrificar feriados e festas.

Por que né? Eu mal cheguei de viagem, tava com cabeça zero pra estudar e pra piorar ainda teve carnaval… aí ferrou tudo. 😢

Preciso me dedicar mais agora nos estudos e botar pra quebrar. 

XOXOXOXOOXXOOXOXOXOOXOXOXOOXXOXOXOXOOXXOXO

Talvez eu precise de uma estratégia mais sniper pra prova de amanhã…

acho que vou terminar de estudar Reais e Obrigações e as outras matérias que eu ainda tenho que ver eu vou selecionar uns tópicos mais relevantes e fazer uma revisão. Ao invés de querer ver toda a matéria que não vai dar tempo…. eu pego e vejo alguns assuntos, de tudo o que falta, que sejam mais relevantes e relembro dessas partes. E pelo menos vou assim sabendo alguma coisa… tipo um pouquinho de tudo… das coisas mais importantes… e o que eu não souber eu REZO pra não cair. HUAHAUHAUHAUAHUAH

x0x0x00x00x0x00xx0xx0x00x0x

Mas o mais importante de tudo é confiar no meu taco.

Porque as matérias de Processo Civil eu sou boa. Eu só precisava tirar um mofinho da memória…. tipo relembrar umas nomenclaturas, umas maneiras como se dão as coisas… detalhes… mas no geral eu sei bem essa matéria.

Empresarial é que eu não lembro de nada… já faz tempo que eu dei essa matéria…

Penal eu também sou boa… mas quanto mais a matéria vai especializando eu vou tendo dificuldade…

Constitucional… a mesma coisa…

E Civil é um Mundo á parte né… pq cada matéria é um livro enorme, cheio de regras, nomes, … aí é foda.

aiiiiii…. deixa eu ir nessa que ainda tem muito trabalho a ser feito. 😦

Eu tenho 25 questões pra acertar amanhã…. 25 bolinhas pra marcar no quadradinho certo. 😂 Jesus… me ajuda. çocoooorrrr